Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Diversão em parque aquático deixa mulher nua e quase paralisada

Pressão da água, e o facto de a mulher não conseguir sair daquela diversão, esmagou várias vértebras da coluna de Tracy.
Correio da Manhã 12 de Julho de 2019 às 09:42
Diversão em parque aquático deixa mulher nua e quase paralisada
Diversão em parque aquático deixa mulher nua e quase paralisada
Diversão em parque aquático deixa mulher nua e quase paralisada
Diversão em parque aquático deixa mulher nua e quase paralisada
Diversão em parque aquático deixa mulher nua e quase paralisada
Diversão em parque aquático deixa mulher nua e quase paralisada
Diversão em parque aquático deixa mulher nua e quase paralisada
Diversão em parque aquático deixa mulher nua e quase paralisada
Diversão em parque aquático deixa mulher nua e quase paralisada

Uma mulher de 51 anos afirma que a vida dela mudou para sempre depois de ter sofrido um acidente numa das diversões de um parque aquático em Sharm El Sheikh, no Egito.

De acordo com o Daily Mail, Tracy Turner, de Pontefract, Inglaterra, estava numa diversão que faz ondas falsas quando, devido à pressão da água de uma onda, ficou despida e presa debaixo de água.

O incidente, que aconteceu em junho de 2015, quase que deixou a mulher, mãe de dois filhos, paralisada. A pressão da água, e o facto de a mulher não conseguir sair daquela diversão, esmagou várias vértebras da coluna de Tracy.

O momento em que tudo aconteceu foi filmado e partilhado nas redes sociais. No vídeo é possível ver a mulher a ficar sem o biquíni e a ficar presa debaixo de água.

O que poderia ter sido apenas uma brincadeira num parque aquático, deixou Tracy quase paralisada.

Para conseguir manter-se estável e conseguir aguentar as dores, a mulher leva injeções regulares na coluna e toma vários analgésicos.

Ao Daily Mail, Tracy contou também que o parque aquático não pediu desculpa pelo sucedido e decidiu interpor uma ação em tribunal.

A mulher agora alerta todas as pessoas dos perigos que podem existir nos parques aquáticos. 

"Eu tive sorte em não ficar numa cadeira de rodas, mas a próxima pessoa pode não ter. A minha vida mudou para sempre e ficou arruinada num simples passeio a um parque aquático", lamentou Tracy.

A mulher revelou ainda que além de ficar incapacitada, chegou mesmo a ter uma depressão. Atualmente, Tracy precisa de ajuda para realizar as tarefas diárias.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)