Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Dois inocentes morrem no Rio em tiroteio entre polícia e criminosos

Dois cidadãos inocentes foram mortos na tarde e na noite desta segunda-feira em dois intensos tiroteios entre a polícia e criminosos em duas regiões diferentes da cidade brasileira do Rio de Janeiro.
23 de Abril de 2013 às 13:27

Além deles, outros inocentes, entre os quais uma criança, ficaram feridos, e um polícia e dois criminosos também morreram.

A primeira vítima fatal das duas ocorrências foi o pastor da Assembleia de Deus Edivaldo Dias Pereira, de 50 anos, que perto do meio-dia passava no seu carro a caminho do templo e foi atingido por uma bala na cabeça na Avenida Brasil, altura de Honório Gurgel, zona norte do Rio, durante troca de tiros entre a Polícia Militar e criminosos que tinham acabado de roubar um grande carregamento de cigarros.

Uma menina de nove anos, Emily Vittória Ramires, que passava na calçada, foi atingida por um projéctil nas costas e levada para o Hospital Carlos Chagas.

Neste tiroteio, que ocorreu no cruzamento da Estrada João Paulo com a Avenida Brasil, quando a polícia fez uma operação stop para tentar parar os ladrões em fuga, um sargento da polícia e um criminoso também morreram. Dois dos ladrões, um cabo e um outro transeunte ficaram igualmente feridos.

Horas depois, ao início da noite, um outro inocente morreu em novo confronto, desta feita na Avenida das Américas, na Barra da Tijuca, zona oeste, em frente ao elegante centro comercial Barra Shopping.

O publicitário Guilherme Bishofe Lopes da Fonseca, de 26 anos, foi atingido por balas na cabeça e no tórax quando atravessava a avenida logo após ter saído da agência de publicidade onde trabalhava.

Ladrões chegaram de repente a uma paragem de autocarros que fica no outro lado da avenida e começaram a assaltar as pessoas que esperavam transporte, mas uma patrulha da polícia que passou na hora pelo local percebeu e começou a troca de tiros.

Além de Guilherme, morreu um dos assaltantes e um polícia foi ferido e teve que ser operado no Hospital Lourenço Jorge.

rio de janeiro confrontos polícia favelas barra da tijuca tiroteios
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)