Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Dois jornalistas franceses mortos no Mali

Repórteres de rádio francesa estavam a trabalhar quando foram raptados.

2 de Novembro de 2013 às 18:18

Os dois jornalistas franceses da Radio France Internationale (RFI) raptados no Mali foram encontrados mortos, anunciou este sábado o Ministério dos Negócios Estrangeiros francês.

"Claude Verlon e Ghislaine Dupont, jornalistas da RFI, foram encontrados mortos no Mali", informou o ministério em comunicado. Os jornalistas "tinham sido raptados em Kidal (nordeste do Mali) por um grupo armado" e "os serviços do Estado francês, em ligação com as autoridades malianas, estão a fazer todos os esforços para esclarecer o mais rapidamente possível as circunstâncias da sua morte", adianta o Quai d'Orsay.

Fontes militares e da segurança disseram à agência France Presse que os jornalistas estavam em reportagem em Kidal quando foram raptados por homens armados.

Segundo a fonte militar, "os dois jornalistas (...) tinham um encontro no Banco Maliano de Solidariedade (BMS) de Kidal e foram raptados por homens armados que deixaram a cidade com eles".

Kidal, situada a mais de 1.500 quilómetros a nordeste de Bamako, perto da fronteira com a Argélia, é o local de origem da comunidade tuaregue e do seu Movimento Nacional para a Libertação de Azawad (MNLA).

Ghislaine Dupont, especialista em África da RFI, já tinha estado em Kidal durante as presidenciais do Mali em julho e agosto.

Jornalistas franceses rapto Mali Argélia
Ver comentários