Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Dois chefes 'jihadistas' mortos por forças especiais francesas no Mali

Na operação foram mortos no total quatro terroristas.
20 de Maio de 2015 às 18:02
Os dois homens encontram-se entre os principais chefes da Al-Qaida no Magrebe Islâmico
Os dois homens encontram-se entre os principais chefes da Al-Qaida no Magrebe Islâmico FOTO: Adama Diarra/Reuters

Dois dos principais chefes 'jihadistas' no Sahel, Amada Ag Hamas e Ibrahim Ag Inawalen, foram mortos no norte do Mali por forças especiais francesas na noite de segunda-feira para terça-feira, anunciou esta quarta-feira o Ministério da Defesa francês.

Os dois homens encontram-se entre os principais chefes da Al-Qaida no Magrebe Islâmico (AQMI) e do movimento radical Ansar Dine, grupos responsáveis por "numerosos ataques terroristas contra forças internacionais, assim como repetidos abusos contra a população do Mali", precisa o ministério num comunicado.

Na operação foram mortos no total quatro terroristas, adianta.

Amada Ag Hama, conhecido como "Abdelkrim o Tuaregue", é suspeito de ter sido o cérebro do sequestro de dois jornalistas franceses que foram assassinados no Mali em 2013.

Este 'jihadista' reivindicou em nome da AQMI o sequestro e assassínio a 02 de novembro de 2013 dos repórteres da Rádio França Internacional Ghislaine Dupont, de 57 anos, e Claude Verlon, de 55, indicou esta quarta-feira no seu 'site' a RFI.

Mali Ministério da Defesa Al-Qaida terrorismo
Ver comentários