Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Dois jovens julgados no Uganda por serem gays

Acusados por "atos contra a natureza".
10 de Outubro de 2014 às 13:13
Uganda causou indignação internacional, em fevereiro, por causa de "lei anti-homossexualidade"
Uganda causou indignação internacional, em fevereiro, por causa de 'lei anti-homossexualidade' FOTO: AFP

Dois homens estão a ser acusados no Uganda de "viverem como marido e mulher" e julgados por "atos contra a natureza", sofrendo com a grande violência contra os homossexuais naquele país.

Kim Mukisa e Jackson Mukasa assumem-se homossexuais e dizem ambos que se amam apenas "como irmãos", num país que em fevereiro causou a indignação internacional pela promulgação de uma "lei anti-homossexualidade", depois anulada pelo Tribunal Constitucional.


Presos em janeiro, antes da polémica lei, Kim Mukisa e Jackson Mukasa estão a ser julgados desde maio, de acordo com o artigo 45 do código penal, sobre "relações contra a natureza" num país intolerante e onde os homossexuais são considerados a encarnação do mal pelas poderosas igrejas evangélicas. 



jovens julgamento uganda homossexualidade
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)