Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Donald Trump volta a ser acusado de assédio sexual. Ex-modelo diz que se sentiu "violada"

Amy Dorris acusa presidente dos EUA de ter beijado e agarrado à força.
Correio da Manhã 17 de Setembro de 2020 às 12:28
Donald Trump afirmou que a Oracle é uma "excelente empresa" e que o presidente Larry Ellison é uma "pessoa formidável"
Donald Trump afirmou que a Oracle é uma 'excelente empresa' e que o presidente Larry Ellison é uma 'pessoa formidável' FOTO: EPA
Donald Trump volta a estar no centro da polémica após uma nova acusação de agressão sexual. A ex-modelo Amy Dorris revelou numa entrevista ao The Guardian que o presidente dos Estados Unidos a beijou e agarrou à força num torneio de ténis US Open em 1997. 

Dorris assume que se sentiu "doente" e "violada" após o ataque. Trump tinha então 51 anos e a alegada agressão ocorreu do lado de fora da casa de banho no seu camarote VIP no torneio de Nova Iorque. A ex-modelo tinha na altura 24 anos.

"Ele apenas enfiou a língua na minha garganta e eu empurrava-o. Foi então que me apertou com mais força e as suas mãos agarraram com força o meu rabo, seios, costas, tudo", disse Dorris, atualmente com 48 anos.

A antiga modelo conta com a mãe e uma amiga que corroboram a sua versão dos factos, visto que na altura lhes contou do ataque. Outros amigos e uma terapeuta a quem contou anos mais tarde confirmam os dados detalhados por Amy ao jornal. Além destas pessoas, que confirmam a versão da modelo, esta tem ainda seis fotografias que mostram Trump durante vários dias, naquela altura, em Nova Iorque. 

O presidente dos Estados Unidos, à semelhança de outras acusações, nega veementemente o alegado ataque.



Donald Trump Amy Dorris The Guardian crime lei e justiça política
Ver comentários