Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Dos chips de Elon Musk implantados em humanos aos carros voadores: O que nos traz 2021

2021 pode vir a ser um ano utópico em que vivemos num mundo cada vez mais tecnológico enquanto lutamos contra a pandemia.
Correio da Manhã 30 de Dezembro de 2020 às 10:40
Elon Musk
Elon Musk
Elon Musk
Elon Musk
Elon Musk
Elon Musk
Depois de um ano marcado pela pandemia, que muitos consideram o pior das últimas décadas, chega 2021 com a promessa de ser um ano utópico. Um ano que se avizinha ainda de luta contra a Covid-19, mas em que há cada vez mais a perspectiva de inovação tecnológica. 

Em agosto deste ano, o CEO da Tesla revelou a sua mais recente invenção: um chip implantado no cérebro de um porco. O objetivo era de que este ano seja implantado o primeiro chip num cérebro humano com a promessa de que irá aumentar a caapacidade do nosso cérebro.

Segundo o empreendedor, "ainda há muito trabalho a fazer", mas tudo indica que 2021 seja o ano em que esta invenção será implantada no cérebro de um humano. 

Se tudo funcionar como previsto, estes chips poderão ajudar a tratar de doenças neurológicas como é o caso da Alzheimer, demência e outras questões médicas. Para Musk, estes chips poderão ainda dar uma camada de "super-inteligência ao cérebro humano". 

O empreendedor acredita ainda que estes chips serão necessários no futuro à medida que a inteligência artificial se desenvolve e caminha a passos lagos para "dominar o mundo".

Outra das inovações que 2021 pode trazer, e que só está presente no nosso imaginário e na ficção são carros voadores. O Japão é quem está na linha da frente desta inovação. Há vários rumores de que a primeira exibição deste tipo de carro seja nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020, em Tóquio. 

O jornal britânico Daily Star avança ainda uma data em que estes podem começar a estar à venda: maio de 2021. 

O avanço da inteligência artificial lança alguns alertas vermelhos a vários especialistas nomeadamente no que esta se pode transformar. 2019, por exemplo, ficou marcado por novas aplicações que conseguiam transformar os rostos das pessoas em rostos diferentes o que gerou vários vídeos falsos de celebridades. 

Os temores de que os novos avanços possam roubar postos de trabalho também são bem reais numa altura em que o mundo mergulhou numa profunda crise provocada pela pandemia.
Elon Musk Covid-19 ciência e tecnologia saúde chips o que traz 2021
Ver comentários