Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Doutoramento para o “povo brasileiro” (Com Vídeo)

Ex-presidente diz que distinção reconhece “revolução económica e social” do Brasil.
31 de Março de 2011 às 00:30
Dilma e Lula foram saudados por muitos brasileiros que se deslocaram à Universidade de Coimbra
Dilma e Lula foram saudados por muitos brasileiros que se deslocaram à Universidade de Coimbra FOTO: Ricardo Almeida

O ex-presidente do Brasil Lula da Silva foi ontem distinguido pela Universidade de Coimbra (UC) com o grau de doutor ‘honoris causa', e dedicou o título ao "povo brasileiro" e ao seu ex-vice-presidente José Alencar, que faleceu na última terça-feira, aos 79 anos.

O ex-presidente do Brasil Lula da Silva foi ontem distinguido pela Universidade de Coimbra (UC) com o grau de doutor ‘honoris causa', e dedicou o título ao "povo brasileiro" e ao seu ex-vice-presidente José Alencar, que faleceu na última terça-feira, aos 79 anos.

"Mais do que um reconhecimento pessoal, acredito que esta láurea é uma homenagem ao povo brasileiro, que nos últimos oito anos realizou, de modo pacífico e democrático, uma verdadeira revolução económica e social, dando um enorme salto qualitativo rumo à prosperidade e justiça", afirmou Lula no discurso de agradecimento. O novo doutor ‘honoris causa' pela Faculdade de Direito da UC realçou que Alencar foi "um dos homens mais íntegros" que conheceu, "um inesquecível estadista", cujo desaparecimento causa a "consternação de toda a sociedade brasileira".

Várias personalidades assistiram à cerimónia que decorreu na Sala dos Capelos da UC, entre elas a presidente do Brasil, Dilma Rousseff, o presidente português, Cavaco Silva, o presidente de Cabo Verde, Pedro Pires, e o primeiro-ministro demissionário, José Sócrates. Para Cavaco Silva, Lula "teve uma projecção internacional notável", de que os portugueses se orgulham. "Conseguiu conciliar o crescimento com a correcção das desigualdades e o combate à pobreza. Por isso, tenho uma admiração imensa, tal como os portugueses têm uma admiração imensa, pelo presidente Lula da Silva", referiu aos jornalistas. José Sócrates realçou, por seu lado, que "Lula da Silva é hoje uma personalidade mundial, que deixa um Brasil mais forte no campo internacional, mais forte no campo económico, e um Brasil com menos desigualdades".

Lula da Silva e Dilma Rousseff regressaram ao Brasil imediatamente a seguir à cerimónia, para participarem nas cerimónias fúnebres de José Alencar.

UM DOS MAIS RICOS DO BRASIL

José Alencar nasceu na pequena localidade de Itamuri, no interior do estado brasileiro de Minas Gerais, a 17 de Outubro de 1931. Começou a trabalhar na loja do pai aos sete anos, tendo aberto a sua própria loja aos 18, que fez sucesso vendendo tecidos a prestações, coisa pouco comum à época. Entrou depois no ramo dos cereais e das massas, e em 1967, aos 36 anos, fundou a Coteminas, hoje uma das maiores indústrias de tecidos da América Latina, que o tornou um dos homens mais ricos do Brasil. Entrou na política em 1994, aos 63 anos, quando concorreu sem êxito ao cargo de governador de Minas Gerais, mas em 1998 foi eleito senador com mais de três milhões de votos. Em 2002 foi eleito vice-presidente na lista de Lula, cargo para o qual foi reeleito em 2006. O seu corpo estará hoje em câmara ardente em Minas Gerais, onde amanhã se realiza o funeral.

Lula da Silva Brasil doutoramento
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)