Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Duas crianças afegãs asiladas na Polónia morrem depois de comerem cogumelos venenosos

Pais dos rapazes encontram-se a receber assistência psicológica. 
Correio da Manhã 4 de Setembro de 2021 às 15:13
Cogumelo venenoso cicuta-verde
Cogumelo venenoso cicuta-verde FOTO: Getty Images

Dois irmãos de cinco e seis anos morreram depois de comerem cogumelos venenosos na Polónia, país onde tinham chegado recentemente com a família vindos de Cabul, no Afeganistão. 

Na semana passada, a família colheu os cogumelos durante um passeio perto do campo de refugiados onde se encontravam a viver. Os dois rapazes foram encaminhados para o hospital juntamente com a irmã de 17 anos, que entretanto teve alta. 

O rapaz de seis anos ainda foi submetido a um transplante de fígado, mas os danos causados no cérebro levaram à sua morte na passada sexta-feira, 24 horas depois do irmão.

Os pais das crianças já foram tratados depois de também eles terem ingerido os cogumelos e encontram-se a receber assistência psicológica. 

O jornal Mirror dá conta de que o Gabinete de Apoio aos Estrangeiros na Polónia nega que as crianças tivessem comido os cogumelos porque não estavam a ser suficientemente alimentados no centro de refugiados. O organismo aconselhou ainda todos os cidadãos a não consumirem produtos de origem desconhecida. 

O tipo de cogumelo venenoso ingerido pela família é conhecido como cicuta-verde, e apresenta-se com um chapéu claro com tom esverdeado. Também pode ser conhecido pelos nomes amanita ou chapéu-da-morte.

 

Cabul Polónia Afeganistão questões sociais morte política refugiados autoridades locais
Ver comentários