Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Duas oficiais americanas dão beijo pioneiro

Após a revogação da regra "não pergunte, não fale", que proibia gays de exporem sua opção sexual nas forças armadas americanas, duas marinheiras foram as primeiras a darem um beijo de boas vindas, na quarta-feira, depois de uma delas ficar mais de 80 dias no mar.
23 de Dezembro de 2011 às 13:37
Oficial de segunda classe Marissa Gaeta desembarcou do USS Oak Hill e, ainda de uniforme, recebeu um beijo de sua parceira, a oficial de terceira classe Citlalic Snell
Oficial de segunda classe Marissa Gaeta desembarcou do USS Oak Hill e, ainda de uniforme, recebeu um beijo de sua parceira, a oficial de terceira classe Citlalic Snell FOTO: Reuters

A oficial de segunda classe Marissa Gaeta desembarcou do USS Oak Hill e, ainda de uniforme, recebeu um beijo de sua parceira, a oficial de terceira classe Citlalic Snell. O gesto fez com que a plateia gritasse e balançasse bandeiras ao redor das duas.

"Com certeza que a é algo novo", disse Gaeta aos jornalistas após o beijo. "É bom ser eu mesma", disse.

O comandante do USS Oak Hill, David Bauer, afirmou que o beijo provocou uma reacção positiva na tripulação após saberem da notícia.

O navio regressou de uma missão na América Central, onde os 300 tripulantes participaram de exercícios militares nas Honduras, Guatemala, Colômbia e no Panamá.

As duas marinheiras são controladoras de fogo, responsáveis por manter e operar o sistema de armas das embarcações. Elas conheceram-se quando dividiram quarto na escola de treino e estão juntas há dois anos, período que elas afirmam ter sido difícil por causa da regra "não pergunte, não fale".

A regra que permitia que gays pudessem servir nas forças armadas americanas desde que não falassem abertamente sobre sua opção sexual foi revogada em Setembro, após 18 anos em vigor.

lésbicas oficiais beijo eua
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)