Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Egipto: Deputado demite-se por mentir sobre cirurgia plástica

Um deputado egípcio demitiu-se do parlamento e do seu partido por ter mentido sobre uma cirurgia plástica ao nariz, justificando as ligaduras na face com um ataque de que teria sido vítima, noticiou esta segunda-feira a AFP.
5 de Março de 2012 às 22:38
Anwar al-Bilkimy
Anwar al-Bilkimy FOTO: Direitos Reservados

Em declarações televisivas, Anwar al-Bilkimy, com a cara coberta de ligaduras, afirmou que tinha sido alvo de um ataque armado, quando estava no seu carro, e que os assaltantes o agrediram para lhe roubar 100 000 libras egípcias (12 500 euros).

Porém, os médicos e o pessoal de enfermagem de um hospital em Xeque Zayed, nos arredores do Cairo, garantiram depois que o deputado, membro do partido fundamentalista islâmico Al-Nour, tinha feito uma operação de cirurgia plástica.

Em comunicado publicado na sua página na rede social Facebook, o Al-Nour informou que o seu chefe, Abdel Ghafour Emad, se tinha reunido hoje com Al-Bilkimy e confirmou que a história da agressão "era toda inventada".

Al-Bilkimy "demitiu-se do partido e do parlamento", acrescentou o partido.

O ex-deputado tem ainda de "apresentar desculpas oficiais aos médicos do hospital, ao seu partido, a todos os membros do parlamento, à comunicação social, às forças de segurança e ao povo egípcio", acrescenta o Al-Nour.

O Ministério Público do Egito tinha lançado um inquérito sobre este assunto, solicitando ao hospital o dossier médico do deputado, bem como um exame médico-legal e um inquérito da polícia.

As afirmações de Al-Bilkimy ocorreram num contexto em que o Egipto conhece uma vaga de insegurança, desde que um levantamento popular derrubou o Presidente Hosni Moubarak, com um aumento dos roubos, designadamente de viaturas.

Egipto Deputado Ligaduras Operação Plástica
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)