Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Elefante morre depois de transportar turistas

Sambo teve um ataque cardíaco por excesso de esforço.
Catarina Correia Rocha 25 de Abril de 2016 às 15:16
Foto foi partilhada nas redes sociais
Foto foi partilhada nas redes sociais FOTO: Facebook de Yem Senok

Um elefante morreu depois de ter levado turistas ao templo Angkor Wat, no Cambodja. Sambo tinha entre 40 e 45 anos e sofreu um ataque cardíaco.

Foram mais de 40 minutos a transportar duas pessoas - em viagens separadas - sob um calor de 40º. O esforço levou a que Sambo desfalecesse e acabasse por morrer. Um veterinário afirmou, ao Daily Mail, que o elefante perdeu a vida "devido às altas temperaturas, exaustão e falta de vento".  

Oan Kiri, o gerente da Angkor Elephant Company, responsável pelos animais, afirmou que esta fêmea trabalhava no complexo desde 2001.

Devido a esta morte, na internet começou a correr uma petição que pede o fim deste transporte de pessoas para o templo por elefantes. Já mais de 10 mil pessoas assinaram. 

Angkor Wat Sambo Oan Kiri animais elefante morte
Ver comentários
}