Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Eleições sob segurança máxima

Milhares de polícias e soldados foram mobilizados para garantir que as eleições de hoje, na Nicarágua, serão pacíficas.
5 de Novembro de 2006 às 00:00
O presidente daquele país, Enrique Bolanos, anunciou a adopção de um plano de segurança pública. “Não queremos incidentes, nem a ocupação de centros eleitorais do Conselho Supremo Eleitoral ou de outros locais. Vamos ser firmes e preventivos para proteger a população”, afirmou. Segundo a Polícia foram mobilizados nove mil polícias, 3200 voluntários e 12 500 polícias eleitorais, apoiados por 8300 soldados.
Prevê-se umas eleições presidenciais e legislativas muito disputadas, com a possibilidade de o líder sandinista e antigo chefe de Estado, Daniel Ortega, chegar aos 35% dos votos, com 5% de vantagem, o que se torna necessário para ser eleito. Nas últimas sondagens Ortega chegou perto deste resultado. A Organização dos Estados Americanos, a União Europeia, o Centro Carter e outras instituições estrangeiras enviaram observadores.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)