Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Eluana mais perto da morte

Os médicos suspenderam ontem a alimentação e hidratação artificial a Eluana Englaro, a italiana em estado vegetativo desde 1992. A morte da mulher poderá estar por dias.
8 de Fevereiro de 2009 às 00:30
Giuseppe Englaro, pai de Eluana, defende há anos na Justiça o direito da filha a uma morte digna
Giuseppe Englaro, pai de Eluana, defende há anos na Justiça o direito da filha a uma morte digna FOTO: Stefano Cardini/EPA

De acordo com o canal de televisão Sky TG24, que citou fontes médicas, a equipa de serviço na clínica de Udine, onde Eluana se encontra internada, decidiu-se pela suspensão definitiva do processo de nutrição da italiana, de 38 anos, através de uma sonda. Isto após ter sido decidido que a suspensão da nutrição seria feita de forma progressiva. O processo já tinha sido iniciado sexta-feira, quando a equipa médica reduziu em 50% a alimentação de Eluana.

Agora, serão apenas ministrados a Eluana sedativos e antiepilépticos, enquanto se espera a sua morte por desidratação, que pode demorar até duas semanas.

A suspensão total da nutrição foi avante mesmo depois de o governo de Silvio Berlusconi ter anunciado um projecto de lei para impedir a morte de Eluana, o qual será apresentado amanhã no Parlamento, visando a sua aprovação no tempo recorde de dois ou três dias. Recorde--se que o presidente Giorgio Napolitano recusou na semana passada ratificar um decreto para travar a morte da mulher, abrindo uma guerra institucional com o governo, que poderá agravar-se esta semana.

O pai de Eluana, Giuseppe Englaro, que apoia a suspensão da alimentação artificial e garante que a vontade da filha é a mesma, qualifica de "tortura desumana" a situação desta.

PORMENORES

VATICANO EXORTA PR

O Vaticano e o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, exortaram ontem o presidente do país, Giorgio Napolitano, a pensar duas vezes e a manter Eluana Englaro com vida.

PROJECTO NO PARLAMENTO

A suspensão total da alimentação ocorreu já depois de o governo ter anunciado um projecto-lei para impedir a morte de Eluana, que será apresentado amanhã no Parlamento, visando a sua aprovação no tempo recorde de dois ou três dias. Presidente ameaçou vetar medida.

MÉDICOS VOLUNTÁRIOS

No passado dia 2, Eluana foi internada numa clínica de Udine, tendo uma equipa médica formada por voluntários iniciado, na última sexta-feira, a redução da sua alimentação através de uma sonda.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)