Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Emir do Kuwait ordenou dissolução do Parlamento

O emir do Kuwait, o xeque Sabah Ahmed al Sabah, ordenou neste domingo a dissolução do Parlamento, quando o país enfrenta uma crise e depois de o Tribunal Constitucional ter invalidado as eleições legislativas de Fevereiro.
7 de Outubro de 2012 às 14:09
Sabah Ahmed al Sabah ordenou neste domingo a dissolução do Parlamento, quando o país enfrenta uma crise
Sabah Ahmed al Sabah ordenou neste domingo a dissolução do Parlamento, quando o país enfrenta uma crise FOTO: EPA

A decisão do chefe de Estado foi avançada pela agência de notícias oficial do Kuwait, Kuna, que adiantou que o Conselho da Nação [Parlamento] dissolvido é o anterior ao eleito nas últimas eleições, restaurado depois da invalidação daquela ato eleitoral por parte do Tribunal Constitucional.

O tribunal considerou ilegal a dissolução do Parlamento vigente entre 2009 e Dezembro de 2001, razão pela qual ordenou a anulação das eleições realizadas em Fevereiro deste ano.

Em 2011, o Kuwait viveu uma crise política que se agravou em Novembro com a entrada de milhares de manifestantes na assembleia parlamentar, depois de a polícia ter recorrido à força para dispersar uma marcha em que se exigia a renúncia do então primeiro-ministro, Naser Mohamed al Sabah, acusado de corrupção.

Na sequência da demissão do Governo, o Parlamento foi dissolvido e realizaram-se eleições legislativas, em que os grupos de orientação islâmica, em particular os safistas, ganharam mais lugares e as mulheres desapareceram do hemiciclo.

As desavenças no Conselho da Nação [Parlamento] e as crises governamentais são uma constante neste emirado do Golfo Pérsico, que tem um dos parlamentos mais democráticos daquela região.

xeque kuwait emir Sabah Ahmed al Sabah dissolução
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)