Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Encobriu cirurgia com falso ataque

Um deputado egípcio foi forçado a demitir-se do Parlamento após ter tentado encobrir uma cirurgia ao nariz contando aos responsáveis do seu ultraconservador partido islâmico ter sido espancado por assaltantes.
7 de Março de 2012 às 01:00
Egipto, Deputado, Cirurgia
Egipto, Deputado, Cirurgia

Anwar al-Balkimy, do partido salafista al-Nour (segunda força parlamentar no Egipto), que proíbe terminantemente cirurgias estéticas, garantiu ter sido atacado por ladrões, que tentaram roubar-lhe o carro nos arredores do Cairo.

Uma foto do deputado com o rosto enfaixado foi publicada em vários jornais da capital. A história emocionou o país, e sucederam-se manifestações contra o governo, acusado de nada fazer para salvaguardar a segurança dos cidadãos. Só que a emoção rapidamente passou a revolta: uma aturada investigação concluiu que os murros e pontapés dos assaltantes foram, na realidade, bisturis e pinças utilizados numa cirurgia estética ao nariz do deputado.

Balkimy bem pediu desculpa, mas acabou expulso do hemiciclo e do partido. Mais: o Ministério Público aguarda que lhe seja levantada a imunidade diplomática para abrir um inquérito. A farsa pode custar-lhe a liberdade.

Egipto Deputado Cirurgia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)