Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Encontrada mulher mantida em cativeiro como "escrava sexual" dentro de jaula para cães

Um dos homens detidos disse às autoridades que a mulher tinha "roubado várias coisas", pelo que iria "ser sua escrava sexual" e "seria prostituída até que recuperasse o valor roubado".
Correio da Manhã 1 de Dezembro de 2022 às 20:59
Fita polícia
Fita polícia FOTO: Reuters
As autoridades da Geórgia resgataram, esta terça-feira, uma mulher que foi espancada e mantida em cativeiro, como escrava sexual dos alegados raptores. A vítima foi encontrada presa numa jaula para cães, rodeada de fezes humanas.

Segundo o jornal britânico Independent, já foram detidas cinco pessoas, com idades entre os 19 e 32 anos, envolvidas no crime. Um dos homens detidos disse às autoridades que a mulher tinha "roubado várias coisas", pelo que iria "ser sua escrava sexual" e "seria prostituída até que recuperasse o valor roubado".

Quem fez a denúncia foi o antigo residente da casa onde a mulher se encontrava presa, que voltou à residência para recuperar objetos deixados para trás, quando viu a vítima que lhe pediu ajuda.

Os agentes enviados ao local disseram que a mulher se encontrava "ferida [com um olho negro e inchado] e emocionalmente perturbada".
Geórgia crime lei e justiça polícia
Ver comentários
C-Studio