Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Encontradas 60 cabeças humanas em contentor

Um funcionário da companhia aérea Southwest Airlines descobriu 60 cabeças humanas num contentor que tinha como destino uma empresa de investigação médica em Fort Worth, no estado norte-americano do Texas, o qual não estava devidamente identificado.
17 de Junho de 2010 às 16:25
Cabeças foram descobertas por funcionário da Southwest Airlines
Cabeças foram descobertas por funcionário da Southwest Airlines FOTO: d.r.

O caso está já a ser investigado, estando em Little Rock, no Arkansas, vários agentes para averiguar se este se trata de um caso de tráfico ilegal de órgãos humanos.

'Chegamos à conclusão de que existe um mercado negro lá fora, que visa o tráfico de órgãos para investigação ou para outros fins”, afirmou Garland Camper, médico legista, acrescentando que ainda não conseguiram descobrir se estas “cabeças são parte dessa rede de tráfico”.

A carga estava endereçada a uma companhia chamada Medtronic, que afirma ser comum o envio de partes humanas para investigação médica.

No entanto, Brian Henry, porta-voz da empresa, adianta que é muito raro uma carga da empresa ser apreendida.

“Os nossos fornecedores costumam seguir todas as normas legais”, alegou.

O porta-voz identificou já a empresa que efectuou o envio como sendo a empresa JLS Consulting que, de acordo com uma base de dados do Arkansas, viu a sua licença ser revogada há um ano.

Janice Hepler, fundadora da companhia, já veio a público culpar um transportador privado que contratou para o envio das cabeças.

“Não fizemos nada de errado. Estamos a tratar da documentação para apresentar às autoridades”, reforçou Hepler.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)