Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Escócia torna-se o primeiro país do mundo a oferecer produtos de higiene íntima feminina à população

Legislação proposta por Monica Lennon foi aprovada por unanimidade pelo parlamento escocês em 2020.
Correio da Manhã 14 de Agosto de 2022 às 19:35
Produtos menstruais
Produtos menstruais FOTO: Reuters
Na segunda-feira, quando o 'Period Products Act' entrar em vigor, todas as instituições de ensino da Escócia serão obrigadas a garantir a oferta de produtos de higiene íntima a todos que necessitem. 

A legislação proposta por Monica Lennon foi aprovada por unanimidade pelo parlamento escocês em 2020, mas Monica tem lutado pelo fim da pobreza menstrual na Escócia desde 2016. "Estou orgulhosa de ter sido pioneira na promoção da lei 'Period Products Act', que já está a influenciar mudanças positivas na Escócia e em todo o mundo", disse segundo a Sky News.

As medidas a serem implementadas ainda estão a ser estudadas pelo parlamento, mas a lei entra em vigor já esta segunda-feira, altura em que será obrigatória a gratuitidade dos produtos de higiene íntima.

Para que a população consiga aceder aos produtos gratuitos foi criada uma aplicação 'PickupMyPeriod', disponível em sistema IOS ou Android, onde é possível aceder à localização dos vários pontos de entrega espalhados pelo País.

Ainda assim, desde 2017 que já é possível encontrar tampões e pensos higiénicos à disposição de estudantes em várias escolas e universidades da Escócia. O país investiu quase 32 milhões de euros para tornar possível a oferta generalizada destes produtos.

Os produtos de higiene íntima gratuitos foram implementados em todas as escolas primárias e secundárias da Inglaterra no início de 2020.


Ver comentários