Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Escrava de Londres obcecada por vizinho

Uma das mulheres sequestradas durante 30 anos enviou centenas de cartas de amor.
25 de Novembro de 2013 às 20:28
Marius Feneck (imagem em baixo) recebeu cartas de amor e fotografias da mais jovem das três mulheres sequestradas (em cima)
Marius Feneck (imagem em baixo) recebeu cartas de amor e fotografias da mais jovem das três mulheres sequestradas (em cima)

A mais jovem das três mulheres sequestradas e escravizadas durante 30 anos numa casa no sul de Londres vivia obcecada por um dos vizinhos, enviando-lhe centenas de cartas de amor e fotografias ao longo dos últimos anos.

A revelação foi feita por Marius Feneck, o destinatário das missivas amorosas. O homem, que vivia dois andares acima da casa onde as três mulheres estiveram presas, afirmou que a vítima, identificada como ‘Rose', lhe enviou cerca de 500 cartas de amor - "com perfume e marcas de batom" - durante sete anos. Apesar das declarações, a jovem dizia ao homem para não a contactar, por temer que o casal com quem vivia lhe fizesse mal.

Para além de Feneck, outros vizinhos também dizem ter visto ‘Rose', recordando-se de uma mulher a olhar pela janela ou a acompanhar o casal quando iam às compras.

Londres Reino Unido escravas Marius Feneck
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)