Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Escrava de Londres obcecada por vizinho

Uma das mulheres sequestradas durante 30 anos enviou centenas de cartas de amor.
25 de Novembro de 2013 às 20:28
Marius Feneck (imagem em baixo) recebeu cartas de amor e fotografias da mais jovem das três mulheres sequestradas (em cima)
Marius Feneck (imagem em baixo) recebeu cartas de amor e fotografias da mais jovem das três mulheres sequestradas (em cima)

A mais jovem das três mulheres sequestradas e escravizadas durante 30 anos numa casa no sul de Londres vivia obcecada por um dos vizinhos, enviando-lhe centenas de cartas de amor e fotografias ao longo dos últimos anos.

A revelação foi feita por Marius Feneck, o destinatário das missivas amorosas. O homem, que vivia dois andares acima da casa onde as três mulheres estiveram presas, afirmou que a vítima, identificada como ‘Rose', lhe enviou cerca de 500 cartas de amor - "com perfume e marcas de batom" - durante sete anos. Apesar das declarações, a jovem dizia ao homem para não a contactar, por temer que o casal com quem vivia lhe fizesse mal.

Para além de Feneck, outros vizinhos também dizem ter visto ‘Rose', recordando-se de uma mulher a olhar pela janela ou a acompanhar o casal quando iam às compras.

Londres Reino Unido escravas Marius Feneck
Ver comentários