Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Espanha aprova uma greve ibérica

Os dois maiores sindicatos espanhóis aprovaram ontem, por unanimidade, a realização de uma greve geral no próximo dia 14 de Novembro. A decisão vai permitir tornar realidade uma histórica paralisação ibérica, à qual se deverão ainda somar Grécia, Chipre e Malta.
20 de Outubro de 2012 às 01:00
A greve geral de dia 14 será a sétima de sempre em Espanha e a segunda deste ano
A greve geral de dia 14 será a sétima de sempre em Espanha e a segunda deste ano FOTO: Paqui Galego/Epa

"Não é só uma greve dos assalariados, é também dos consumidores e do conjunto dos cidadãos", afirmou Toni Ferrer, secretário de Acção Sindical da União Geral de Trabalhadores (UGT).

O porta-voz da Comissões Operárias (CCOO), Fernando Lezcano, destacou, por seu lado, "os motivos mais do que justificados" para esta "primeira greve geral ibérica", uma vez que as políticas europeias, espelhadas na austeridade em curso em Espanha, Portugal e Grécia, "estão a aprofundar a recessão" e a causar "um aumento do desemprego e do empobrecimento".

Refira-se que a paralisação geral é a sétima de sempre no país vizinho e a terceira convocada contra um governo do Partido Popular (PP). Chega ainda somente oito meses após a de 29 de Março, promovida para contestar a reforma laboral, sendo a primeira vez que há duas greves gerais em Espanha num só ano e contra um mesmo governo.

Além das greves simultâneas em cinco países, estão ainda previstas grandes manifestações para o dia 14 em França, Itália e Bélgica.

HOLLANDE IMPÕE A MERKEL AGENDA DA UNIÃO BANCÁRIA 

Antes das primeiras reuniões do Conselho Europeu, na quinta-feira, a chanceler alemã, Angela Merkel, resistia à união bancária, insistindo que nesse assunto "importa mais a qualidade do que a velocidade". Mas, ontem, os 17 estados da zona euro aprovaram o calendário defendido pelo presidente francês, François Hollande, e concordaram em começar a construção de uma supervisão bancária única já em Janeiro de 2013. A decisão é um passo mais rumo à integração económica.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)