Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Espanha é o país que mais reduziu emissões de dióxido de carbono durante os primeiros meses de pandemia

No 'país vizinho', a queda da emissão deste gás poluente foi de 18.8%.
Correio da Manhã 14 de Outubro de 2020 às 19:27
dióxido de carbono
dióxido de carbono FOTO: Getty Images

Espanha é o país que mais reduziu as emissões de dióxido de carbono durante a primeira onda da pandemia de Covid-19 ao nível local, segundo um grupo de investigadores do projeto Carbon Monitor, citado pelo jornal espanhol El País.

Os pesquisadores calcularam as emissões de dióxido de carbono causadas pela produção de eletricidade, pelos voos, pelos edifícios públicos e comerciais e pela produção industrial.

Os resultados do estudo, realizado entre 1 de janeiro e 1 de julho, transparecem uma redução de 1.551 milhões de toneladas de dióxido de carbono, o que significa uma diminuição em 8.8% face ao período homólogo de 2019.

Abril foi o mês que registou a redução mais significativa nas reduções de dióxido de carbono, com uma queda de 16,9% face ao ano passado. No 'país vizinho', a redução da emissão deste gás chegou aos 18.8%.

"Embora esta seja uma queda sem precedentes, reduzir as atividades humanas não pode ser a resposta. Na verdade, o que precisamos é de mudanças estruturais e transformadoras nos nossos sistemas de produção e consumo de energia", referiu Hans Joachim Schellnhuber, diretor do Instituto Postdam de Pesquisas sobre Impacto Climático da Alemanha em comunicado.
Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Espanha Covid-19 emissões dióxido de carbono poluição pandemia coronavírus
Ver comentários