Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Espanha: Idade de reforma sobe para 67 anos

"Apesar de termos vivido uns dias de grande alegria colectiva (por causa do Mundial), este foi um ano duro, muito difícil." Assim começou o primeiro-ministro espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, o discurso sobre o estado da nação, em que fez um balanço da situação económica, anunciou o aumento da idade de reforma de 65 para 67 anos, falou do estatuto da Catalunha e da ETA.
15 de Julho de 2010 às 00:30
Zapatero foi criticado por Rajoy
Zapatero foi criticado por Rajoy

Sobre a reforma do sistema de pensões, Zapatero salientou que o aumento da idade de 65 para 67 anos será feito de forma progressiva, ao longo de 12 anos, na mesma linha do que vão fazer outros países europeus.

Quanto ao estatuto da Catalunha, Zapatero criticou a morosidade da decisão do Tribunal Constitucional, que após quatro anos de deliberações declarou inconstitucionais 14 dos artigos, mas prometeu reavaliar esta questão.

No que respeita à situação económica, Zapatero não anunciou medidas novas, limitando-se a fazer um balanço das que foram aplicadas. Quanto à luta contra a ETA, o primeiro-ministro saudou a colaboração de Portugal e da França.

Na resposta, o líder do Partido Popular, Mariano Rajoy, criticou a gestão de Zapatero e exigiu eleições antecipadas.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)