Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Espanha: Procuradoria-Geral vai investigar escândalo sexual

A Procuradoria-Geral de Espanha vai investigar o escândalo sexual na prisão Madrid 1, em Alcalá-Meco, a pedido do governo de Madrid.

28 de Abril de 2010 às 16:48
Espanha: Procuradoria-Geral vai investigar escândalo sexual
Espanha: Procuradoria-Geral vai investigar escândalo sexual FOTO: d.r.

Num comunicado, a vice-primeira-ministra María Teresa Fernández de la Vega admitiu que houve uma conduta irregular por parte de funcionários daquela penitenciária feminina, mas assegurou que ela afectou apenas uma minoria.

“Quero deixar claro que o governo e, de forma particular, a Administração Penitenciária, é muito rigorosa com as normas de conduta nas prisões bem como com o trabalho dos funcionários. Por isso, decidiu-se cortar o mal pela raíz”, afirmou de Teresa de la Vega, em referência à demissão de toda a cúpula daquele centro de detenção.

Entretanto, a responsável pelas prisões, Mercedes Gallizo, convocada pela oposição para dar explicações sobre o escândalo, admitiu uma conduta irregular dos funcionários, mas frisou que se tratou de um caso isolado. Recorde-se que funcionários, quer homens quer mulheres, lésbicas, exigiam actos sexuais às reclusas em troca de favores. Assim, por exemplo, para fazer um telefonema para fora as presas tinham de fazer sexo oral. Já dois funcionários foram suspensos e privados de salário enquanto decorre esta investigação.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)