Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Espanha deteve 568 'jihadistas' em 10 anos

Autoridades realizaram 124 operações.
14 de Maio de 2015 às 13:16
O ministro espanhol salientou o compromisso do Governo para com os países do G5 na luta contra o terrorismo
O ministro espanhol salientou o compromisso do Governo para com os países do G5 na luta contra o terrorismo FOTO: Suhaib Salem/Reuters

As forças de segurança espanholas detiveram 568 'jihadistas' nos últimos dez anos em 124 operações contra o terrorismo internacional, informou esta quinta-feira o ministro do Interior de Espanha, Jorge Fernández Díaz.


Fernández Díaz falava em Niamey, onde se encontra para participar numa cimeira dos ministros da Segurança dos países do Sahel G5 (Níger, Mauritânia, Mali, Burkina Faso e Chade) sobre a radicalização e o terrorismo. Também foram convidados os homólogos de França e do Senegal.


O ministro espanhol fez uma apresentação sobre as medidas adotadas por Espanha para lidar com os terroristas bascos da ETA e as que se estão a adotar contra o fenómeno 'jihadista'.


Desde que Fernández Díaz entrou em funções, em janeiro de 2012, as forças de seguranças espanholas detiveram 104 pessoas em 38 operações contra o 'jihadismo'. Entre elas, conta-se o primeiro combatente espanhol regressado do Sahel, em maio de 2014, no decorrer de uma operação que desmantelou uma rede responsável pelo envio para a Síria de pelo menos 26 'jihadistas'.


O ministro salientou o compromisso do Governo espanhol para com os países do G5 na luta contra o terrorismo e ofereceu a mais "sincera, eficaz e ampla" colaboração de Espanha.

Jorge Fernández Díaz Espanha jihadistas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)