Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

ESPECIALISTAS ACUSADOS DE PROVOCAR SURTO DE SARS

O ministério chinês da Saúde acusou vários trabalhadores do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) de terem provocado o novo surto da Síndroma Respiratória Aguda (SARS), que este ano voltou a afectar a China.
1 de Julho de 2004 às 16:45
Os casos detectados neste último ano estão relacionados com o Instituto Nacional do CDC em Pequim, onde foram executadas várias experiências sobre o vírus desta doença, vulgarmente denominada pneumonia atípica. A Organização Mundial da Saúde (WHO) já havia alertado sobre a segurança destas experiências levadas a cabo neste instituto.
Na sequência desta informação, o director do CDC Li Liming foi despedido e outros quatros profissionais foram punidos.
O mais recente surto de pneumonia atípica registado na China causou a morte de uma pessoa e infectou outras nove. A maioria dos casos registou-se em Pequim e outros dois ocorreram na província de Anhui, na região este do país. O surto foi detectado em Março último, e a WHO declarou-o controlado em Maio.
Ver comentários