Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Estado de emergência na Tunísia até 3 de junho

A Presidência tunisina anunciou nesta sexta-feira o prolongamento por mais três meses, até 3 de junho, do estado de emergência em vigor no país desde a revolução de janeiro de 2011 que derrubou o antigo regime autocrático de Zine Ben Ali.
1 de Março de 2013 às 22:03

"O Presidente da República, Moncef Marzuki, decidiu, após conversações com o chefe do Governo, Hamadi Jebali, e o presidente da Assembleia Nacional constituinte, Mustapha Ben Jaafar, prolongar o estado de emergência em três meses, a partir de 3 de março e até 3 de junho de 2013", indicou a Presidência em comunicado.

As autoridades tunisinas prolongaram o estado de emergência para períodos que têm variado entre um e três meses desde 14 de janeiro de 2011 e a fuga do ex-Presidente Ben Ali para a Arábia Saudita. No final do janeiro, o estado de emergência tinha sido prolongado até 2 de março.

A Tunísia está confrontada com uma profunda crise política na sequência do assassínio em 6 de fevereiro do opositor anti-islamita Chokri Belaïd, atribuído pelas autoridades a um grupo radical salafista.

tunísia estado de emergência zine ben ali mustapha ben jaafar
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)