Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Estados Unidos deixam curdos à mercê da Turquia

Trump manda retirar tropas do norte da Síria, abrindo caminho a invasão turca e abandonando aliados à sua sorte.
Ricardo Ramos 8 de Outubro de 2019 às 08:33
Presença militar norte-americana no noroeste da Síria servia de ‘tampão’ entre as tropas turcas e as forças curdas
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Presença militar norte-americana no noroeste da Síria servia de ‘tampão’ entre as tropas turcas e as forças curdas
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Presença militar norte-americana no noroeste da Síria servia de ‘tampão’ entre as tropas turcas e as forças curdas
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
O presidente Donald Trump mandou, no domingo à noite, retirar as tropas norte-americanas do noroeste da Síria, abrindo caminho a uma ofensiva militar em larga escala da Turquia e abandonando os aliados curdos à sua sorte.

Trump diz que era "demasiado caro" continuar a apoiar as milícias curdas, que foram cruciais para os EUA na campanha contra o Daesh.

A decisão de Trump apanhou de surpresa os curdos, que garantem que se tratou de um "facada nas costas". Na prática, a retirada das tropas americanas da zona fronteiriça entre a Turquia e a Síria remove o único ‘tampão’ a um confronto direto entre as tropas turcas e as milícias curdas.

Há muito que Ancara tinha anunciado planos para criar uma ‘zona de segurança’ de pelo menos 30 quilómetros com o duplo objetivo de afastar os "terroristas" curdos da fronteira e abrir espaço para o realojamento de dois milhões de refugiados sírios acolhidos pela Turquia nos últimos anos.

Analistas avisam, porém, que a retirada dos EUA pode levar a um "genocídio" dos curdos e criar condições para o ressurgimento do Daesh.

Os EUA garantem que não apoiam a iminente ofensiva turca, mas Trump lembrou que foi eleito com a promessa de "retirar os EUA destas guerras ridículas", deixando no ar um aviso: "Se a Turquia fizer algo que eu, na minha grande e incomparável sabedoria, considerar que passou da marcas, a sua economia será obliterada".
EUA Turquia Donald Trump Síria Daesh política diplomacia distúrbios guerras e conflitos refugiados guerra
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)