Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

"Estava cheio de sangue e nós estávamos a tentar acordá-lo": Gémeas de 4 anos sobrevivem a acidente que matou o pai

Polícia investiga despiste. Meninas saltaram por uma janela, subiram uma ravina e pediram ajuda numa estrada.
Correio da Manhã 13 de Dezembro de 2019 às 11:07
Meninas viram que o pai não respondia e decidiram sair do carro e pedir ajuda
Meninas viram que o pai não respondia e decidiram sair do carro e pedir ajuda FOTO: Facebook

O carro de Corey Simmons sofreu um acidente numa zona rural de Washington na passada sexta-feira. As filhas gémeas de 4 anos, Aurora e Rosaline, estavam no carro no momento do acidente. De acordo com a polícia, as crianças saíram das cadeiras de segurança e, depois de verem que o pai estava morto, saíram por uma janela que estava partida.

Aurora e Rosaline subiram uma ravina e foram ter à estrada Bob Galberath, onde uma mulher as viu e parou. A mulher não encontrava o veículo de Corey Simmons e decidiu chamar a polícia.

As autoridades consideraram as gémeas umas heroínas pela capacidade de sobrevivência que tiveram.

O acidente ainda continua a ser investigado e as autoridades dizem que ainda não perceberam o que levou Corey Simmons a sair da estrada. "Não percebemos se ele teve uma emergência médica, se adormeceu ao volante ou se um animal apareceu à frente do carro", afirmou um militar.

As crianças foram levadas para o hospital onde uma das meninas foi tratada a um inchaço da cabeça e a outra a um arranhão no braço.

No hospital, as crianças estavam sempre a dizer: "o pai estava cheio de sangue e nós estávamos a tentar acordá-lo mas não conseguíamos", contou a mãe das meninas Esther Crider.

Corey Simmons questões sociais acidentes e desastres
Ver comentários