Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Estudante comenta no Facebook que professor decapitado em Paris "mereceu morrer" e é condenada a prisão

Jovem foi condenada por desculpabilizar o terrorismo.
Correio da Manhã 24 de Outubro de 2020 às 13:31
Samuel Paty
Samuel Paty FOTO: Direitos Reservados / Twitter
O Tribunal de Besançon, em França, condenou uma estudante de 19 anos a quatro meses de prisão com pena suspensa e a seis meses de aulas de cidadania por ter comentado no Facebook que o professor Samuel Paty "mereceu morrer".

A sentença foi rápida e conhecida esta sexta-feira: a jovem, de família muçulmana da Argélia, foi condenada por desculpabilizar o terrorismo.

Recorde-se que o professor foi decapitado em Paris a 16 de outubro por ter mostrado cartoons sobre Maomé numa aula sobre liberdade de expressão.

O comentário da jovem foi publicado na página de Facebook do jornal L'Est Repúblicain e denunciado por um utilizar à plataforma Pharos, dedicada à denúncia de atos ilícitos no Facebook. 

A polícia francesa investigou a situação e deteve a estudante de biologia esta quinta-feira. A jovem acabou por dizer que tem noção que cometeu "um erro muito grave" e afirmou ser "contra" o que comentou.
samuel paty professor estudante prisão paris morte
Ver comentários