Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Estudo garante que comer queijo aumenta a longevidade

Nova pesquisa revela os benefícios da ingestão de lacticínios.
15 de Maio de 2019 às 17:14
O concurso é promovido pela Associação Nacional dos Industriais de Lacticínios
Queijo
O concurso é promovido pela Associação Nacional dos Industriais de Lacticínios
Queijo
O concurso é promovido pela Associação Nacional dos Industriais de Lacticínios
Queijo

Uma nova pesquisa feita pela Sociedade Europeia de Cardiologia concluiu que o consumo de laticínios, à exceção do leite, diminui o risco de acidentes cerebrovasculares, como AVC's.

Apesar de o queijo ser um alimento bastante calórico e pouco saudável quando ingerido regularmente, este parece ser benéfico para a longevidade do ser humano.

O estudo realizado durou seis anos e teve como amostra um total de 24474 adultos. No fim do estudo registou-se um total de 3520 mortes, sendo que 826 foram vítimas de cancro, 709 de paragem cardíaca e 228 por incidentes cerebrovasculares.

Os investigadores afirmaram ainda que o consumo de laticínios está relacionado com um menor risco de mortalidade e o consumo do queijo em específico foi associado a uma menor taxa de mortalidade.

A pesquisa adiantou que o consumo do leite tem um efeito completamente contrário ao do queijo, pois diminui as probabilidades de uma vida mais longa.

 

 

saúde investigação médica Sociedade Europeia de Cardiologia laticínios
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)