Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

EUA AMEAÇAM SONAE

A Sonae Indústria negou ontem a acusação do advogado dos veteranos norte-americanos da Guerra do Golfo de que a Tafisa, empresa espanhola comprada pela Sonae em 1993, tenha vendido ao Iraque, em 1982, uma substância química, o Thiodiglycol, alegadamente usada por Saddam Hussein no fabrico de gás mostarda, uma das armas químicas mais mortíferas.
22 de Janeiro de 2003 às 00:00
Gary Bitts, representante dos veteranos norte-americanos do Golfo, assegura que “os registos iraquianos entregues às Nações Unidas pela UNSCOM (a anterior missão de inspecção da ONU) mostram que a Tafisa vendeu 375 mil toneladas de Thiodiglycol, que é um dos percursores do gás mostarda”. Por isso, os veteranos norte-americanos vão pedir à empresa uma indemnização, de valor ainda não fixado, e, em último recurso, avançam com um processo judicial.

A Sonae Indústria garante que “confirmou através de colaboradores da empresa ao serviço na referida época a inexistência de qualquer transacção daquela natureza”. E sublinha ainda que “as participadas da Sonae Indústria apenas produzem e comercializam produtos derivados da madeira e resinas”.

Para que não restem dúvidas, a Sonae Indústria considera que “a produção de 375 mil toneladas de Thiodiglycol, “ou de qualquer outro produto químico, pelo seu elevado volume, só poderia ser efectuada por um grupo químico ou petroquímico de grande dimensão”.

Gary Pitts, um advogado de Houston, no Texas, afirma que obteve os dados incriminatórios junto do próprio Governo iraquiano. Para isso, utilizou o argumento de que, “se a vossa posição (do Iraque) é a de destruírem todas as informações e já não estão interessados nelas, então seria coerente divulgarem os fornecedores e permitirem que nós os publicitemos”.

Os ex-combatentes da Guerra do Golfo já processaram cerca de 50 empresas, na maioria europeias, que terão vendido químicos ao Iraque.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)