Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

EUA e Rússia dão passos para a paz

Responsáveis das diplomacias norte-americana, russa e da UE firmaram acordo para baixar tensão. Grupos paramilitares têm de entregar armas.
18 de Abril de 2014 às 12:04
Reunião de emergência em Genebra resultou num acordo que visa pacificar grupos pró-russos
Reunião de emergência em Genebra resultou num acordo que visa pacificar grupos pró-russos FOTO: Jim Bourg/Reuters

Estados Unidos, Rússia e União Europeia pediram ontem um fim imediato da violência na Ucrânia e chegaram a um acordo para abrandar o clima de guerra civil que se vive no país. Após reuniões dos respetivos responsáveis da diplomacia em Genebra, Suíça, anunciaram passos obrigatórios para resolver o conflito. A implementação do acordo será monitorizada por uma missão da OSCE.

O secretário de Estado dos EUA, John Kerry, e o ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergei Lavrov, referiram que todos os grupos armados ilegais a operar em solo ucraniano devem ser desmantelados à luz do acordo, que prevê ainda que o governo interino da Ucrânia garanta uma amnistia aos manifestantes pró-russos. A condição é de que estes aceitem desarmar e sair dos edifícios públicos que ocupam em Donetsk e outras cidades do Leste do país. A tensão continua elevada na Ucrânia, onde três separatistas pró-russos foram mortos na madrugada de quinta-feira num ataque a uma base militar em Mariupol. E, apesar do acordo de Genebra, a Rússia deu sinais contraditórios.

De facto, o presidente russo, Vladimir Putin, alimentou a polémica, ao afirmar na televisão que a anexação da Crimeia foi forçada pelo alargamento da NATO. Acusou ainda os Estados Unidos da América de criarem um clima de Guerra Fria, com planos de um escudo antimíssil no Leste europeu.

Por fim, o líder russo confirmou desejos de expansão territorial, ao referir a Transnístria, região separatista da Moldávia que quer integrar a Rússia. Em sua opinião, cabe à população do território "a determinação do seu próprio destino".

mundo Ucrânia EUA Rússia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)