Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

EUA matam líder terrorista islâmico

O clérigo radical islâmico nascido nos EUA Anwar al-Awlaki morreu ontem no Iémen, num bombardeamento realizado por aviões não-tripulados (drones) norte-americanos. O governo iemenita confirmou a morte daquele que era considerado um dos líderes da al-Qaeda na Península Arábica (AQAP).

1 de Outubro de 2011 às 01:00
Tropas iemenitas terão cooperado na operação que vitimou Anwar al-Awlaki
Tropas iemenitas terão cooperado na operação que vitimou Anwar al-Awlaki

Em comunicado, o Ministério da Defesa do Iémen afirmou que o líder terrorista perdeu a vida em Khashef, província de Jawf, 140 km a leste da capital, Saná.

A mesma fonte afirma que Awlaki foi localizado graças a informações fornecidas por um detido da AQAP. Três outros radicais terão morrido no bombardeamento, entre eles Samir Khan, americano de origem paquistanesa.

O presidente Barack Obama – que terá autorizado o assassínio de Awlaki no início de 2010 – saudou o sucesso da operação. "Isto é mais uma prova de que a al-Qaeda e os seus simpatizantes não terão refúgio seguro em nenhuma parte do mundo", afirmou.

O clérigo nascido nos EUA já tinha sido visado antes pelos aviões norte-americanos no Iémen e foi dado como morto em Dezembro de 2009 e Novembro de 2010. Foi ainda visado por um ataque de aviões não-tripulados a 5 de Maio passado. Dia 2 desse mês, em Abbottabad, Paquistão, as tropas especiais dos EUA tinham já matado Osama bin Laden, líder e símbolo máximo da al-Qaeda.

PREGADOR DA 'GUERRA SANTA'

Anwar al-Awlaki , filho de iemenitas, nasceu nos EUA em 1971. Ainda criança foi para o Iémen, mas regressou ao seu país natal em 1991 para estudar Engenharia no Colorado e Educação em San Diego, Califórnia.

Ainda estudante, começou a pregar o ódio em mesquitas. Num vídeo de 2010 afirmou: "Não hesitem em matar americanos. A luta contra Satanás não precisa de uma fatwa."

Os EUA relacionam-no com o militar Nidal Hassan, que matou 13 soldados em 2009 na base de Fort Hood, Texas, e com uma série de atentados falhados, entre eles o de Omar Farouk Abdulmutallab, que tentou fazer explodir uma bomba a bordo de um avião no Natal de 2009.

IÉMEN EUA MORTE TERRORISTA ISLÂMICO
Ver comentários