Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

EUA QUERIAM OUTRA QUEDA

Os Estados Unidos deram uma vez mais prova da sua histórica hostilidade a Fidel Castro.
23 de Outubro de 2004 às 00:00
Horas após a mediática queda do líder cubano, que o obrigou a uma intervenção cirúrgica ao joelho, Washington declinou desejar melhoras ao presidente e alguns altos responsáveis da administração de George W. Bush afirmaram mesmo que preferiam ter tido notícia da verdadeira queda (do poder) de um dos amos resistentes comunistas.
Em conferência de Imprensa, ontem em Washington, o porta-voz do Departamento de Estado, Richard Boucher, foi taxativo. “A situação do senhor Castro não nos preocupa mas, infelizmente, é de enorme importância para o povo cubano, que há muito sofre sob o seu regime”. E foi ainda mais claro quando interrogado se o governo dos EUA desejava rápidas melhoras a Fidel: “Não” – respondeu Boucher.
Aliás, outras responsáveis do Departamento de Estado confessaram, naturalmente, sob anonimato, que a administração estava desapontada uma vez que há muitos anos que esperava outro tipo de queda do “ditador” cubano.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)