Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

EUA vão apoiar rebeldes líbios com até 1,5 mil milhões

Os Estados Unidos estão a trabalhar para desbloquear, nos próximos dias, "entre um e 1,5 mil milhões de dólares" de activos líbios congelados para apoiar os rebeldes, anunciou esta terça-feira o Departamento de Estado norte-americano.
23 de Agosto de 2011 às 20:49
Centenas de elementos das forças rebeldes lançaram um assalto à residência do dirigente líbio, dois dias após terem entrado na capital líbia
Centenas de elementos das forças rebeldes lançaram um assalto à residência do dirigente líbio, dois dias após terem entrado na capital líbia FOTO: EPA

O dinheiro será atribuído ao Conselho Nacional de Transição (CNT), o órgão político da oposição na Líbia, para "responder às necessidades humanitárias e para ajudar a estabelecer um governo seguro e estável", afirmou Victoria Nuland, porta-voz do Departamento de Estado.  

A quantia avançada representa "um pouco menos de metade" dos activos do regime de Kadhfi detidos nos Estados Unidos sob forma de dinheiro líquido, esclareceu a responsável.  

No total, estão cerca de 37 mil milhões de dólares de activos líbios, sob várias formas, congelados nos Estados Unidos.  

Os rebeldes líbios assumiram, após meses de confrontos, o controlo do quartel-general de Muammar Kadhafi em Tripoli, após horas de violentos combates, mas continua sem se saber onde está o homem que durante 42 anos dirigiu a Líbia.  

Centenas de elementos das forças rebeldes lançaram um assalto à residência do dirigente líbio, dois dias após terem entrado na capital líbia e durante a tarde conseguiram penetrar no recinto.  

kadhafi líbia tripoli eua
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)