Ex-escrava sexual do Daesh conta o terror que viveu

"Fizeram-nos coisas que não se fazem aos animais", revelou Farida.
26.11.17
Fareeda Khalaf foi raptada aos 16 anos por terroristas do Daesh e, durante quatro meses, foi escrava sexual dos seus atacantes. Agora, aos 21 anos, está a planear o casamento com o amor da sua vida e conta os horrores que viveu.

A jovem foi levada quando os terroristas entraram na sua aldeia e mataram todos os homens. Durante os meses que foi mantida em cativeiro, Fareeda sofreu terrores inimagináveis: "Fizeram-nos coisas que não se fazem aos animais. Fomos violadas e humilhadas. Quando eu ouvi aquilo que eles estavam prestes a fazer-nos, encontrei vidro e cortei os pulsos. Pensei que ia morrer mas eles salvaram-me", conta ao jornal Mail Online.

"Tentei matar-me pelo menos quatro vezes. Eles fizeram tudo o que possam imaginar", acrescenta.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!