Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Ex-ministro de Goa suspeito de envenenar mulher entrega-se

O ex-ministro do Turismo de Goa, Francisco Pacheco, procurado desde há um mês pelo alegado envolvimento na morte por envenenamento de uma jovem de 28 anos, entregou-se este sábado no Tribunal de Margao.
3 de Julho de 2010 às 13:06
Ex-ministro é suspeito de cumplicidade em suicídio
Ex-ministro é suspeito de cumplicidade em suicídio FOTO: DR

Segundo a agência Lusa, o também líder do NCP (Nationalist Congress Party), de 46 anos, rendeu-se minutos após o seu assessor Lyndon Monteiro, também envolvido no caso, ter comparecido perante as autoridades policiais em resposta a uma convocatória.  

Francisco Mickky Pacheco estava a monte desde o início de Junho, depois de ter sido interrogado pela polícia sobre a morte de Nadia Torrado, de 28 anos, e de se ter demitido para permitir uma investigação "livre e justa". 

A jovem, descrita por Pacheco como uma "amiga próxima", morreu a 31 de Maio no hospital de Chennai, Goa (Índia), onde fora internada por ter  consumido veneno.  

O ex-governante é apontado como suspeito de cumplicidade em suicídio, enquanto Lyndon Monteiro enfrenta acusações de destruição de provas.  

"Tenho total confiança no sistema judiciário. Vou prestar toda a ajuda necessária para investigar a morte de Nadia, que na verdade foi um suicídio",  disse o assessor, antes de comparecer perante a polícia.  

Segundo a imprensa indiana, várias organizações acusavam o ex-ministro de ser o responsável pela morte da amiga, mas os familiares de Nadia têm  defendido que a jovem terá acidentalmente consumido veneno para ratos, que  confundiu com pasta de dentes.  

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)