Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Ex-oficial do exército pagava para ver online mães a abusar de crianças

Homem que gastou milhões para assistir a filmagens de carácter sexual foi preso.
23 de Maio de 2019 às 12:26
O ex-militar foi preso por pedofilia
O ex-militar foi preso por pedofilia
O ex-militar foi preso por pedofilia
O ex-militar foi preso por pedofilia
O ex-militar foi preso por pedofilia
O ex-militar foi preso por pedofilia

Andrew Whiddett, de 70 anos, pagou a milhares de mães para assistir a filmagens de crianças vítimas de abusos sexuais entre 2016 e 2017. O ex-oficial do exército britânico foi condenado a três anos e dois meses após ser acusado de pedofilia.

O pedófilo declarou-se culpado, esta semana, após ser acusado de seis casos relacionados com abuso sexual de crianças entre os 3 e 14 anos. Segundo relatos feitos ao jornal The Mirror, o homem falou sobre a possibilidade de voar para a Ásia, se uma das mães das crianças permitisse a sua presença.

Em outubro de 2017 foram ainda encontradas fotos de crianças no telemóvel do ex-militar. No mesmo ano, Whiddett foi preso e questionado num aeroporto por 158 pagamentos para as Filipinas, onde acabou por alegar que as transferências eram para shows de sexo ao vivo. 

O tribunal iniciou um processo contra o ex-militar quando teve acesso a uma conversação no Skype em que mostrava vários pedidos do pedófilo. Um deles implorava a uma mãe para abusar sexualmente do filho de nove anos, enquanto eram feitos comentários sobre o corpo do menor.

crimes sexuais The Mirror pedofilia crime lei e justiça
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)