Ex-Presidente executivo da Volkswagen acusado de fraude na Alemanha

Escândalo já custou à empresa cerca de 28 mil milhões de euros.
Por Lusa|15.04.19
O ex-presidente executivo do fabricante alemão Volkswagen (VW), Martin Winterkorn, e mais quatro pessoas foram acusados de fraude e outros crimes no caso dos falsos testes de emissões de diesel.

Em comunicado, as autoridades alemãs afirmaram que Martin Winterkorn sabia sobre a prática ilegal de utilizar 'software' para enganar os testes de emissões - que ficou conhecida como Dieselgate - desde pelo menos maio de 2014, e não evitou que estas práticas continuassem.

No total, foram detetados cerca de 11 milhões de carros em todo o mundo equipados com o 'software' ilegal da marca, dona da fábrica portuguesa VW Autoeuropa.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!