Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

EX-SERVIÇOS SECRETOS ATACAM GOVERNO DE SHARON

Quatro ex-chefes dos serviços secretos israelitas, Shin Bet, criticaram duramente esta sexta-feira a política do governo de Ariel Sharon relativamente ao conflito palestiniano e alertaram para uma possível catástrofe se um acordo de paz não for alcançado na região.
14 de Novembro de 2003 às 16:55
"Estamos a caminhar à beira de um precipício rumo a uma quase catástrofe. ", disse o ex-chefe da segurança Yaakov Perry ao jornal "Yedioth Ahronoth", reflectindo uma espécie de consenso com seus três companheiros Ami Ayalon, Avraham Shalom e Carmi Gillon.
Comentando a entrevista a pedido do jornal "Ha'aretz", uma fonte do governo descreveu as críticas dos ex-chefes do Shin Bet como ingénuas. "A situação não é tão má quanto eles descrevem", disse ele. "Conseguimos grandes avanços em nossa luta contra o terrorismo", afirmou.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)