Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Exame confirmou queixa de Eliza

O resultado do exame à urina efectuado por Eliza Samúdio, ex-amante de Bruno, guarda-redes do Flamengo, suspeito do desaparecimento da jovem, pode comprovar a denúncia feita em Outubro pela alegada vítima, segundo a qual o futebolista tentou que ela abortasse do filho de ambos.
3 de Julho de 2010 às 00:30
A jovem continua desaparecida
A jovem continua desaparecida FOTO: D.R.

De acordo com as autoridades policiais, o resultado do exame, só agora divulgado e que vai ser submetido ainda a uma contra-análise, revela que no organismo de Eliza existiam de facto substâncias abortivas, que no entanto não interromperam a gravidez, provavelmente porque algum antídoto terá sido dado à jovem pelos médicos.

O exame foi feito depois de Eliza ter ido à polícia, no Rio de Janeiro, denunciar que o guarda-redes do Flamengo e dois amigos a tinham espancado e forçado a ingerir comprimidos para abortar.

Entretanto, o pai de Eliza, Luís Carlos Samúdio, que reside no sul do Brasil e teve autorização da polícia para ficar com o neto, ofereceu uma recompensa de 2,2 mil euros a quem dê informações sobre o paradeiro da filha. Mas para o delegado Edson Moreira, que investiga o caso, há poucas probabilidades de Eliza ainda estar viva.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)