Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Exército acusa "terroristas" de atacarem a Guarda Republicana

Um oficial morreu e vários recrutas ficaram feridos
8 de Julho de 2013 às 08:37

O Exército egípcio defendeu esta segunda-feira que "terroristas armados" atacaram a sede da Guarda Republicana, no Cairo, segundo um comunicado citado pelo diário estatal ‘Al-Ahram', depois da Irmandade Muçulmana ter denunciado a morte de 16 manifestantes.

"Ao amanhecer, um grupo de terroristas armados tentou invadir a Guarda Republicana, atacando os soldados e a polícia, causando a morte a um oficial e ferimentos a vários recrutas, dos quais seis estão em estado crítico", refere o comunicado.

egito conflitos guarda republicana terroristas irmandade muçulmana ataque
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)