Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

EXPLOSÕES CAUSAM VÍTIMAS EM BAGDAD

Pelo menos 43 pessoas perderam a vida e 224 outras ficaram feridas esta segunda-feira em Bagdad na sequência de seis explosões registadas na capital iraquiana, uma das quais junto à sede do Comité Internacional da Cruz Vermelha e as outras cinco contra esquadras da Polícia, revelaram fontes hospitalares.
27 de Outubro de 2003 às 16:06
EXPLOSÕES CAUSAM VÍTIMAS EM BAGDAD
EXPLOSÕES CAUSAM VÍTIMAS EM BAGDAD FOTO: Reuters
A primeira deflagração foi causada por uma ambulância armadilhada que conseguiu passar pela linha de segurança levantada em torno do edifício do Comité Internacional da Cruz Vermelha, explodindo a cerca de 20 metros da sua entrada. Este ataque causou dez mortos e mais de duas dezenas de feridos. O Comité Internacional da Cruz Vermelha já deu ordens aos seus 35 colaboradores internacionais no Iraque para que abandonem o país.
Pouco depois, registaram-se quatro outras explosões contra esquadras da Polícia. Estes ataques provocaram a morte a pelo menos oito polícias iraquianos e um soldado norte-americano e ferimentos noutros seis soldados norte-americanos. Já esta tarde, uma quinta esquadra de polícia em Bagdad foi alvo de novo atentado suicida.
O general Mark Hertling, da 1ª Divisão Blindada do Exército dos EUA, disse que um dos terroristas foi apanhado vivo e tinha na sua posse um passaporte sírio, uma informação que faz aumentar as suspeitas de envolvimento externo na guerrilha iraquiana. O terrorista saiu de um veículo e tentou atirar uma granada na direcção de uma esquadra, sendo alvejado por polícias iraquianos. O veículo tinha três lançadores de foguetes e estava armadilhado com TNT.
Num outro incidente ocorrido também esta segunda-feira, perderam a vida dois soldados norte-americanos e outros dois ficaram feridos, quando uma patrulha militar foi atacada em Bagdad, junto à prisão de Abu Ghraib.
O presidente norte-americano, George W. Bush, numa audiência na Sala Oval com o administrador do Iraque, Paul Bremer, disse que estes atentados terão apenas por efeito aumentar a determinação dos EUA em concluir a sua missão de libertação do país. Sentimento diferente parece ser o do governo da Holanda, que retirou para a Jordânia o pessoal da sua embaixada em Bagdad.
GRANDES ATENTADOS EM BAGDAD
7.AGOSTO.2003
Embaixada Jordana: pelo menos 14 mortos
19.AGOSTO.2003
Sede da ONU: 23 mortos, incluindo Sérgio Vieira de Mello
29.AGOSTO.2003
Carro-bomba em Mesquita de Najaf: 125 mortos
9.OUTUBRO.2003
Carro-bomba atinge esquadra em Sadr City: 10 mortos
12.OUTUBRO.2003
Carro-bomba à porta de hotel de Bagdad: 6 mortos
26.OUTUBRO.2003
Ataque com roquetes ao hotel al-Rasheed: 1 morto, 17 feridos
27.OUTUBRO.2003
Atentados à Cruz Vermelha e esquadras: 43 mortos, 224 feridos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)