Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Exportações de crude ameaçadas

A sabotagem de instalações petrolíferas e a instabilidade no Iraque estão a causar a paralisação das exportações de crude por terra e mar. A violência fez-se sentir ontem mais uma vez com novo ataque em Bagdad, que causou a morte a pelo menos cinco pessoas e feriu outras doze.
31 de Dezembro de 2005 às 00:00
A refinaria de Baiji, a principal do país, a norte de Bagdad, foi encerrada no fim-de-semana devido a permanentes ameaças de morte aos funcionários. Aliás, o oleoduto de Baiji, que desde a invasão do país, em 2002, esteve praticamente inutilizado, tinha recomeçado as operações há escassos dias.
Os carregamentos de crude através do terminal de Bassorá estão também suspensos desde o Natal devido a fortes tempestades e, na quinta-feira, uma violenta explosão interrompeu as operações no oleoduto para o porto turco de Ceyan. O vice-primeiro-ministro Ahmad Chalabi assumiu já o controlo do Ministério do Petróleo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)