Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Fabricante de cigarros britânico BAC vai despedir 2300 trabalhadores

Despedimentos são consequência da mudança dos hábitos e ao aumento do número de consumidores de cigarros eletrónicos.
Lusa 12 de Setembro de 2019 às 09:34
Cigarros
Tabaco
Beatas de cigarro
Cigarros
Tabaco
Beatas de cigarro
Cigarros
Tabaco
Beatas de cigarro
O fabricante britânico de cigarros Britsh American Tobacco (BAT) anunciou esta quinta-feira que vai despedir 2.300 trabalhadores como consequência da mudança dos hábitos e ao aumento do número de consumidores de cigarros eletrónicos.

O grupo que ocupa um posto de destaque no setor confronta-se com a descida da compra de cigarros tradicionais anunciou que a reestruturação vai afetar os trabalhadores da BAT, a nível mundial, até 2020.

Os despedimentos representam cerca de 5% dos funcionários da empresa que emprega atualmente 55 mil pessoas em todo o mundo.

A BAT, que detém marcas como "Lucky Strike", "Dunhill", "Kent" e "Rothmans" refere no comunicado divulgado hoje que pretende "simplificar" a estrutura da empresa pelo que a redução de postos de trabalho pode afetar sobretudo o setor administrativo e "os lugares de responsabilidade".

No mesmo comunicado, a BAT indica que quer acompanhar os novos modos de consumo, numa altura em que as populações "em muitos países desenvolvidos" mostram tendência para reduzir o tabagismo.

A empresa pretende também "fazer economias" para poder investir nos novos produtos nomeadamente nos cigarros eletrónicos.

A restruturação é uma das primeiras medidas de fundo adotadas pelo novo diretor geral da BAT, Jack Bowles, que assumiu funções no passado mês de abril.

"O meu objetivo é mudar as coisas para gerar confiança em relação aos novos produtos e simplificar significativamente a nossa maneira de trabalhar", afirmou Jack Bowles.

Em agosto os produtores norte-americanos de cigarros Philip Morris e Atria anunciaram uma fusão para fazer face às mudanças dos hábitos de consumo dos tabagistas.

O anúncio do grupo BAT foi publicado poucas horas depois de o presidente norte-americano, Donald Trump, ter anunciado a decisão de proibir a venda de cigarros eletrónicos aromatizados, nos próximos meses, justificando que se verifica um aumento de consumo do produto entre os estudantes dos Estados Unidos.
BAC BAT Britsh American Tobacco Jack Bowles indústria transformadora economia (geral) tabaco
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)