Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Fábricas de próteses mamárias inspeccionadas no Brasil

A agência de vigilância sanitária brasileira (Anvisa) começará a inspeccionar, a partir do mês de Janeiro, as fábricas de próteses de silicone no Brasil e no exterior, segundo refere a imprensa brasileira.
11 de Janeiro de 2012 às 15:34
Próteses Mamárias
Próteses Mamárias FOTO: Reuters

A intenção é realizar uma vistoria rigorosa em todas as fábricas de implantes mamários. A decisão ocorre após a notícia de que a marca francesa Poly Implant Prothese (PIP) utilizou silicone industrial na fabricação das suas próteses mamárias. O material em causa apresenta um maior risco de causar inflamações e rupturas na prótese.

A estimativa é de que 12 mil mulheres tenham usado o produto da marca PIP no Brasil. A informação gerou divergência de opiniões entre os médicos brasileiros, com alguns deles a recomendar a substituição do implante por precaução.

Já a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica emitiu um comunicado a realçar que não há motivo para alarme.

Após o início das investigações envolvendo a empresa francesa, a Anvisa decidiu, ainda, cancelar o registo no Brasil das próteses da marca holandesa Rofil Medical Nederland Bv. De acordo com o órgão sanitário brasileiro, a fábrica holandesa utilizou produtos fornecidos pela francesa PIP.

Ainda esta quarta-feira, os profissionais do órgão de vigilância sanitária irão reunir-se com representantes da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica para discutirem sobre uma possível alteração das regras para a importação de próteses de silicone.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)