Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Fadista retida por caos aéreo na América do Sul

Mais de uma centena de voos foram ontem cancelados no Brasil devido às cinzas libertadas pelo vulcão chileno Puyehue, que entrou em erupção há uma semana. Mas o caos aéreo está instalado em muitos outros países sul-americanos, incluindo a Argentina, onde está retida a fadista portuguesa Joana Amendoeira.

11 de Junho de 2011 às 00:30
A nuvem de cinzas libertada pelo vulcão Puyehue impediu o regresso de Joana Amendoeira (na foto pequena) a Portugal
A nuvem de cinzas libertada pelo vulcão Puyehue impediu o regresso de Joana Amendoeira (na foto pequena) a Portugal FOTO: Ivan Alvarado/Reuters

A nuvem de cinzas vulcânicas, que perturbou o funcionamento do espaço aéreo na região sudoeste da América do Sul, levou ontem ao cancelamento de pelo menos 106 voos no Brasil, sobretudo em Porto Alegre, tendo-se registado atrasos noutros 164. Segundo o organismo estatal que gere os aeroportos brasileiros (Infraero) foram cancelados voos com destino à Argentina, Peru, Uruguai e Chile. As cinzas atingiram muitos estados brasileiros e dezenas de voos foram cancelados nas cidades do Rio, São Paulo e Brasília.

O caos aéreo instalou-se também na Argentina, onde se encontra retida a fadista portuguesa Joana Amendoeira, que actuou em Buenos Aires no âmbito das comemoração do Dia de Portugal.

"Estou bastante preocupada. Nunca me tinha acontecido. Não há nada a fazer", declarou a fadista ao CM desde a capital argentina. Sem saber quando poderá regressar ao nosso País, Joana, que se queixa de irritação nos olhos devido às cinzas vulcânicas, cancelou um espectáculo em Lagos.

VULCÃO CHILE ARGENTINA JOANA AMENDOEIRA FADISTA PUYEHUE
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)