Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Falhanço na visita de El-Baradei a Pyongyang

O director-geral da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), o egípcio Mohamed el-Baradei, reduziu em um dia o programa da sua visita a Pyongyang para negociar com o regime da Coreia do Norte o seu compromisso de abandonar o programa nuclear.
14 de Março de 2007 às 08:11
El-Baradei, o primeiro responsável da AIEA a visitar a Coreia do Norte nos últimos 15 anos, que chegou ontem a Pyongyang, deverá regressar esta quarta-feira da capital norte-coreana, depois de comprovar que não vai ser recebido pelo negociador chefe da Coreia do Norte.
Kim Kye-Gwan, responsável por dirigir as conversações a seis (Coreia do Norte, EUA, China, Coreia do Sul, Japão e Rússia) sobre o programa nuclear norte-coreano, alegou estar demasiado ocupado a organizar a próxima ronda de conversações com aqueles países.
A visita do director-geral da AIEA a Pyongyang ocorre depois de, em Fevereiro, durante um encontro a seis realizado em Pequim, o regime de Pyongyang ter concordado suspender parte das suas actividades nucleares em troca de ajudas internacionais.
PYONGYANG AVANÇA COM EXIGÊNCIA
Também esta quarta-feira, El-Baradei confirmou que as autoridades norte-coreanas reiteraram o propósito de não iniciar o programa de desarmamento até que os EUA não levantem as sanções económicas impostas ao regime de Pyongyang.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)