Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Falsa roupa de marca vai ser oferecida aos pobres

Tribunal da Galiza ignora protestos de três marcas.
F.J.G. 27 de Dezembro de 2014 às 15:45
Dois agentes da polícia com a roupa apreendida
Dois agentes da polícia com a roupa apreendida FOTO: EFE

Uma juíza galega ignorou as alegações de três marcas e decidiu entregar roupa falsificada apreendida a uma organização de caridade.

A roupa, num total de 20 mil peças, foi apreendida em novembro num mercado de Vigo. Segundo representantes da Adidas, Hugo Boss e Bikkembergs, a entrega das roupas aos pobres pode fazer com que volte ao mercado, mas este argumento foi ignorado pela juíza Ana María Lorenzo Carou, do tribunal penal de Vigo.

A decisão judicial permitirá a entrega das roupas de contrafação aos Hermanos Misioneros de los Enfermos Pobres de Vigo, ordem que dá assistência a cerca de 200 pessoas. Se as marcas tivessem sido ouvidas as roupas seriam destruídas.

roupa marca falsa pobres Vigo Galiza mercado
Ver comentários